Quatorze cenas para um desencontro possível

Núcleo Mercearia de Ideias |
Rating:
0/10
0

Informações

  • Direção: Luiz Fernando Bongiovanni
  • Coreografia: Luiz Fernando Bongiovanni
  • Companhia Núcleo Mercearia de Ideias
  • Ano 2016
  • Local Teatro Sérgio Cardoso
  • Profissionais Andressa Ribeiro, Binho Pacheco, Carlos Araújo, Carolina Verzola, Fernanda Verardo, Ferreira Rivaldo, Flávio Coelho, Gabi Velasco, Hermano Cioruci, João Bicalho, Julia Lima, Keila Akemi, Luana Nery, Maíra Alves, Paulo Cavalcante, Shamara Bacelar, Valdir Zeller, Sérgio Soffiati, Ligia Chaim, Graciane Diniz, Clarissa Lambert.

Sobre o Espetáculo

“Quatorze Cenas para um Desencontro Possível”, do coreógrafo Luiz Fernando Bongiovanni, mostra um elenco de quatorze bailarinos, diferentes entre si que, a partir de 14 momentos ou situações, celebram a arte do encontro e do desencontro. Com humor e poesia, reúne depoimentos e os torna dança na constante construção subjetiva da dança, deles e da nossa própria dança ao assistir momentos que também falam de nós mesmos.

O coreógrafo, foi bailarino do Balé da Cidade por três anos, e esteve, de 1994 a 2004, por extensa trajetória em companhias internacionais tais como Cullberg Ballet, renomada companhia sueca. E foi com o Núcleo de Pesquisa Mercearia de Ideias, estabelecido em 2009, que investe em aprofundar sua pesquisa de movimento. Alarga as suas possibilidades já antes e ainda em andamento realizadas em criar para grandes companhias, com coreografias de grande fôlego. Mas, aqui, o Núcleo tem um caráter voltado para o experimento, a investigação, o risco de ampliar sua visão artística. Depois de três espetáculos deste núcleo, “Quatorze Cenas para um Desencontro Possível” traz um “mote de baile no ar, com essa galera que se dispôs a estar junto por um tempo: alguns são bailarinos profissionais, outros aspirantes, uns mais tradicionais, outros menos, um encontro de diferentes”, como afirma o artista. Uma dança pessoal e que faz das histórias particulares uma partilha de subjetividade, da dança particular uma dança para ser sentida.

O espetáculo é uma celebração, sensível e também questionadora, e possibilita o público a conhecer dispositivos de criação que funcionam como perguntas – como aquelas projetadas a cada uma das quatorze situações apresentadas. É uma oportunidade de conhecer por onde o coreógrafo parte, quais são os caminhos que cada bailarino toma e como a cena se configura ao fim. Quais são as escolhas do coreógrafo descortinam nossa curiosidade sobre o processo de criação e nos oferece uma estética do encontro, da vontade de dançar e também como a dança quer falar da vida mais corriqueira.

Trailers & Videos

x